GOLPE : CHACOTAS CONTRA O BRASIL E NOSSO POVO

Ao votarem contra o golpe, apelidado de impeachment, deputados diziam ao comandante golpista: “Cunha você é um gângster !”, “Cunha você é ladrão !”. Mesmo uma alma confusa, que votou favorável ao golpe, bradou: “Cunha, você é imoral !”. Uma tragédia. Era a personificação da imoralidade comandando um golpe contra a Presidente da República e a democracia. Milhões de brasileiros se chocavam com a triste cena. E o pior: jornalistas de todo o mundo viam aquele quadro deprimente estarrecidos. Levariam para seus meios de comunicação aquela lamentável situação. O desastroso resultado não poderia ser outro: chacotas e mais chacotas aconteceram na mídia estrangeira contra nosso país. Virou piada do século uma presidente eleita ser julgada por Eduardo Cunha, líder dos corruptos da Câmara de Deputados, e seu bando. O Brasil e seu povo tornaram-se alvos de gracejos e mais gracejos. Uma humilhação da nossa gente. Pensou-se o diabo sobre nosso país, nosso jeito de ser. A situação ficou medonha para nós. Manifestações de deputados corruptos, falando em honra, em família, em Deus, em moralidade, para darem seu voto golpista, provocaram risos no Brasil e no mundo. As risadas e piadinhas não pararam. Lembrou-se de uma deputada de Minas Gerais que, ao votar a favor do impeachment golpista, aos brados, disse estar inspirando-se no caráter exemplar de seu marido, prefeito de um município mineiro. Horas depois, já pela manhã do dia 18, a valente deputada via seu marido ser preso, acusado de corrupção. Mais piadinhas no exterior contra a política no Brasil. Chegou-se a ver algo carnavalesco na Câmara durante a sessão de votação do golpe. Uma ofensa ao nosso carnaval, o melhor do mundo. Um jornal chegou a publicar lá fora que mais de 80% dos deputados corruptos liderados por Cunha votaram a favor do tal impeachment. E tome piadas! Some-se a tudo isso o mais trágico: milhões de analfabetos políticos – de verde-amarelo – estavam nas ruas no dia 17, aplaudindo o voto de todos esses corruptos, gritando “abaixo a corrupção !”. Uma tragicomédia de rua.

Antônio de Freitas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: