VENEZUELA – A LUTA DE GUAICAIPURO

Os colonizadores espanhóis acharam ouro na região de Los Teques. Procuraram logo povoar toda a localidade para levarem esta riqueza. O que causou a reação do cacique Guaicaipuro, que, juntando-se a outros caciques, obrigou os invasores a deixarem todo esse espaço, em debandada.

Após tal derrota, o governador da Província da Venezuela, Pablo de Collado, mandou Juan Rodríguez atacar Guaicaipuro e seus aliados. Rodríguez ataca a resistência indígena, dominando a região rebelada e deixa mineiros com a responsabilidade de cuidarem da área, os quais acabaram sendo mortos pelos índios, em contra-ataque.

Outras ações, em forma de emboscadas, foram efetuadas por Guaicaipuro, nesta luta de resistência ao colonizador.

Esses fatos fazem de Guaicaipuro líder das tribos de Caracas, garantindo uma unidade decisiva para que ocorressem vitórias, por muito tempo, das coletividades indígenas; episódios que, cada vez mais, colocavam em polvorosa o conquistador espanhol.

Frente a uma situação que fugia ao seu controle, devido à genialidade de um líder, que avançava, com sua gente, para outras possíveis façanhas, o governo colonial indicou o capitão Diego Losada para que capturasse Guaicaipuro, vivo ou morto, considerado o seu principal inimigo, por não aceitar o seu domínio sobre as terras indígenas.

Os espanhóis, contando com algumas traições, acabaram por localizar a choça de Guaicaipuro. Ao ser atacado, este lendário revolucionário, com sua morada em chamas, enfrenta as lanças dos inimigos, avançando valentemente sobre eles, sendo lancetado e morto.

Depois, com o passar dos anos, como acontece com todos os grandes revolucionários e heróis, com medo da influência de seu exemplo junto às novas gerações, historiadores de ideologia conservadora, a serviço de oligarquias, vêm procurando deturpar a imagem desse histórico comandante indígena, tentando convencer as pessoas de que ele se suicidou, tendo ele próprio queimado a sua choça.

Contudo, não tem faltado historiadores sérios, como Oviedo Baños, autor do livro ‘História da Conquista e da População da Província da Venezuela’, agindo contra os que distorcem uma figura e um dos momentos de glória das primeiras lutas de resistência de um povo contra a dominação.

Guaicaipuro na memória do povo

A tentativa de desfiguração da imagem de Guaicaipuro e do seu exemplo, entretanto, não conseguiu evitar que as pessoas na Venezuela vejam, nessa figura histórica, um dos seus heróis, entre os iniciadores de um processo de resistência à dominação, que passaria por Bolívar e outros independentistas, chegando, no momento, às ações populares por uma Venezuela socialista.

Com o governo de Hugo Chávez, preocupado em resgatar a memória de líderes das lutas históricas do povo venezuelano e da América Latina, ao longo de 500 anos de dominação e exploração colonial e pós-colonial, os restos mortais de Guaicaipuro foram levados para o Panteón Nacional, de forma simbólica, em 2001, ficando ao lado de Simón Bolívar e de outros próceres da Venezuela. Em 2003, é criada a Misión Guaicaipuro, voltada para reivindicações sociais, políticas e econômicas das diversas etnias.

Conclusões

Toda luta contra a opressão é revolucionária. No caso de Guaicaipuro, sua luta foi contra o opressor, para preservar o que originalmente era de seu povo: a terra, sem a qual perderia o direito à própria vida.

Por ser considerado um dos primeiros revolucionários da história da Venezuela, exemplo heróico de apego à sua gente, para que não fosse dominada, hoje, o povo venezuelano, na sua luta por uma nova Venezuela, em que reinem a justiça e a igualdade, inspira-se também nele, evocando-o nas suas lutas por mudança.

Comitê Bolivariano de São Paulo

Anúncios

Uma resposta to “VENEZUELA – A LUTA DE GUAICAIPURO”

  1. Ágatha Celine Costa Pessoa Says:

    Obrigada!, Me ajudou no meu trabalho!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: